Compras durante uma pandemia: especialista em sustentabilidade da U-M discute

março 25, 2020
Contact: Fernanda Pires fpires@umich.edu

FACULTY Q&A

Shelie Miller

Shelie Miller

À medida que o coronavírus continua se espalhando pelo mundo, Shelie Miller, especialista em sustentabilidade da Universidade de Michigan, discute o comportamento de compras de supermercado, compras de pânico, cadeia de suprimentos e desperdício de alimentos.

Miller é professora da Escola de Meio Ambiente e Sustentabilidade e diretora do Programa de Meio Ambiente da U-M. Engenheira ambiental, ela estuda cadeias de suprimento de alimentos, desperdício de alimentos e o impacto ambiental dos alimentos.

Que efeito a compra de pânico em supermercados provavelmente terá sobre a quantidade de desperdício de alimentos gerada nos Estados Unidos?

Em circunstâncias normais, os norte-americanos desperdiçam uma quantidade incrível de alimentos, com 30 a 40% dos alimentos produzidos acabando como lixo. As compras de pânico aumentam o potencial de desperdício de alimentos das famílias, uma vez que grandes quantidades de itens perecíveis provavelmente serão deterioradas antes de serem usadas. Desperdiçar comida é desperdiçar dinheiro; portanto, planejar com antecedência e ponderar sobre o que você compra economiza dinheiro e também reduz o estresse no sistema alimentar.

Existe uma ameaça legítima ao suprimento de alimentos dos EUA durante essa pandemia? Quais práticas você recomendaria para os compradores de supermercado?

Não há expectativa de que as lojas fiquem sem comida ou que os supermercados fechem. Portanto, é importante comprar apenas o que você acha que sua família consumirá antes que esses alimentos estraguem.

Os melhores comportamentos que você pode seguir são:

  • Crie um plano de refeições e uma lista de compras, se certificando de planejar lanches e guloseimas.
  • Se atenha à sua lista de compras.
  • Compre apenas alimentos que você realmente espera comer.
  • Lembre-se de que o prazo de validade de frutas e legumes frescos pode variar de alguns dias a várias semanas.
  • Planeje comer, preparar e / ou congelar itens perecíveis antes que estraguem.
  • Lembre-se de quanto armazenamento você tem. Se você planeja congelar ingredientes ou preparar refeições com antecedência, verifique se há espaço suficiente no congelador.
  • Seja criativo com os itens da despensa e outros alimentos que você tem à mão para reduzir o número de viagens gerais ao supermercado que você precisa fazer.

Enquanto todos comprarem apenas o que esperam comer, haverá menos estresse nos supermercados para atender à demanda, que terão a oportunidade de recuperar e reabastecer as prateleiras.

Quais são algumas das tensões atuais na cadeia de suprimento de alimentos?

Algumas lojas estão temporariamente com falta de alguns itens porque não estão equipadas para acompanhar o nível atual de demanda. Os mercados são projetados para o padrão normal de comportamento de compra de alimentos do consumidor, otimizando o espaço nas prateleiras, o trabalho para reabastecer as prateleiras, a capacidade de armazenamento e espaços de carregamento/expedição que acomodam os fluxos típicos dos consumidores.

Os centros de distribuição regionais são projetados e otimizados de maneira semelhante. Estamos vendo uma interrupção na forma como as pessoas estão comprando como resultado do coronavírus, o que está causando gargalos no sistema existente. Como exemplo, um supermercado pode descarregar apenas um determinado número de caminhões em um único dia. Uma prateleira vazia não indica que há falta desse item. Em vez disso, é muito mais provável que o atual sistema de distribuição tenha sido incapaz de se ajustar às principais mudanças no comportamento de compra do consumidor.

Os gargalos na distribuição e estocagem podem continuar se os consumidores continuarem comprando e estocando grandes quantidades de alimentos. Mas, após as rodadas iniciais de compras de pânico, espero que o sistema alimentar possa recuperar o atraso.

As compras on-line para entrega são uma opção melhor do que ir ao supermercado?

Compras on-line estão disponíveis em muitas áreas, para entrega de compras ou retirada rápida. Fazer um pedido on-line reduz a quantidade de contato interpessoal, e os consumidores devem aproveitar essa opção, se puderem.

Infelizmente, atualmente a maioria dos sistemas on-line não é projetada para os volumes de demanda que estão sendo experimentados e pode não conseguir acompanhar a curto prazo. Os consumidores que desejam tirar proveito dos sistemas de entrega e retirada de compras on-line podem não conseguir utilizá-lo até que haja uma capacidade aprimorada para atender à alta demanda. À medida que o estresse atual no sistema alimentar diminui, eu espero que as opções de compras on-line se tornem mais fáceis de agendar.

Qual é a conexão entre distanciamento social e proteção da cadeia de suprimento de alimentos durante uma pandemia?

A confiabilidade do sistema alimentar depende da saúde e segurança de seus trabalhadores. As pessoas estão envolvidas em todos os aspectos do sistema alimentar, desde agricultura, processamento, transporte, estocagem e preparação de alimentos. Para manter esse pessoal essencial saudável e no trabalho, é importante reduzir a propagação do vírus e seguir todas as orientações das autoridades de saúde.