A Universidade de Michigan destacou no Corpo de Paz

fevereiro 6, 2013
Contact: umichnews@umich.edu

Corpo da Paz Anual melhores faculdades infográfico classificações através peacecorps.govANN ARBOR—Pelo décimo terceiro ano consecutivo, a Universidade de Michigan conquistou um lugar na lista do Corpo da Paz como umas das top grandes universidades do país que se dedicam a trabalhos voluntários.

Atualmente com 93 estudantes graduados servindo como voluntários no Corpo de Paz, a universidade sobe para a quarta posição da lista, um lugar acima do ano passado, e permanece uma fonte sólida de ex-alunos comprometidos em fazer a diferença dentro e fora do país.

Este ano, a universidade também conquistou um marco, com mais de 2.500 ex-alunos tendo servido o Corpo de Paz em sua história. Desde que a agência foi criada em 1961, 2.515 estudantes graduados da U-M prestaram serviço no exterior, colocando a universidade em quarto lugar como produtor constante de voluntários do Corpo de Paz.

A história da U-M com o Corpo de Paz pode ser retraçada à partir das 2h00 do dia 14 de Outubro de 1960, quando o então senador John F. Kennedy desafiou os estudantes da nação a doarem dois anos de suas vidas para ajudar pessoas de países em desenvolvimento. Os estudantes da Universidade de Michigan aceitaram aquele desafio, e alguns meses depois, em março de 1961, o Presidente Kennedy assinou uma ordem executiva criando o Corpo de Paz.

“Todos os anos, formandos das universidades de todo os Estados Unidos estão fazendo a diferença em comunidades no exterior à serviço do Corpo de Paz,” disse o atual diretor do Corpo de Paz, Carrie Hessler-Radelet. “Em consequência da educação de primeira qualidade que eles recebem, esses estudantes graduados estão bem preparadas para o desafio do serviço internacional. Eles se tornam líderes em suas comunidades e quando voltam para casa, trazem com eles esse espírito de serviço e liderança.”

Voluntário do Corpo de Paz, Matthew Wojcik, do distrito de Grosse Ile, no Estado de Michigan, se formou em Relações Internacionais, com especialização em Ciência Ambiental, pela U-M em 2012. Como voluntário nas áreas de agricultura e nutrição no Nepal, ele trabalha para melhorar a segurança alimentar e estimular o saneamento básico e a higiene no país. Wojcik fez parte do primeiro grupo de voluntários do Corpo de Paz a voltar ao Nepal quando o programa foi restabelecido no ano passado, depois de uma interrupção de oito anos.

“Sou muito interessado em comunidades indígenas e nos direitos de povos indígenas,” disse Wojcik, que foi inspirado por sua irmã, uma voluntária retornante do Corpo de Paz que serviu no Marrocos. “Acho que eu gostaria de me involver com uma organização que trabalha para a melhoria e a proteção dos direitos de tais grupos ao redor do mundo. Tudo o que eu acabo fazendo, tenho a esperança que seja algo que me permita viajar e continuar aprendendo sobre o mundo.”

Nacionalmente, a Universidade de Washington e a Universidade da Flórida ultrapassaram outras grandes universidades, com 107 ex-alunos universitários de cada escola atualmente servindo como voluntário no Corpo de Paz.

Mais de 8.000 voluntários que representam os 50 estados americanos e mais de mil universitários estão trabalhando em comunidades de 76 países, em projetos de desenvolvimento sustentáveis relacionados à agricultura, desenvolvimento econômico, educação, meio ambiente, saúde e desenvolvimento juvenil.

A U-M oferece um Programa Internacional de Mestrado no Corpo de Paz, como também bolsas no Programa de Pós Graduação Paul D. Coverdell. O Programa de Pós-graduação Coverdell oferece aos voluntários do Corpo de Paz que concluírem seu serviço, a oportunidade de receber um título avançado da Escola de Recursos Naturais e Meio Ambiente, do Programa de Arquitetura de Paisagens ou da Escola de Política Pública, com assistência financeira e a chance de usar seus conhecimentos e habilidades em estágios comunitários como parte dos requerimentos do programa. A Universidade também oferece programas de pós-graduação internacional no Corpo de Paz – permitindo que os estudantes combinem o serviço no Corpo de Paz com as disciplinas do curso de pós como créditos – na Escola de Recursos Naturais e Meio Ambiente, Escola de Educação, Trabalho Social, e Enfermagem.

Dos 316 residentes de Michigan que estão servindo atualmente no Corpo de Paz, 34 são de Ann Arbor. No geral, 6.866 moradores de Michigan serviram a agência desde que ela foi criada em 1961.

 

Links relacionados: